• Eduardo oliveira moura neto

Coragem!

Jesus envia os discípulos em missão

Retira-se da multidão

Vai ao monte fazer oração

Enquanto os apóstolos

Vão pelo mar em navegação.


Até a tempestade chegar,

As ondas se agitar

Os discípulos se assustar

O medo chegar

E Jesus acalmar.


As vezes sentimo-nos abandonados

Na barca da nossa vida

Balançada pelas ondas

Sacudida pelos ventos

Aí é preciso saber como na vida navegar.


É preciso acreditar

Por Deus suplicar


Jesus se dirige aos discípulos

Andando sobre o mar

Para a tempestade acalmar.


Jesus apresenta-se

"Coragem! Sou eu

Não tenhais medo".

Sua presença gera paz

A tranquilidade se refaz.


É preciso em Deus confiar

É o segredo para bem navegar

As tempestades enfrentar

O leme da vida a Jesus entregar

E a missão realizar.


Ele liberta do medo

Encoraja o navegador

Mostra o caminho do amor

Salva quem fraquejou

E convida a crer com fervor.


Confiar em Jesus que caminha

Conosco nesta pandemia

Convidando-nos a lutar pela vida

É Ele quem nos alumia

Para o mal enfrentar.


Aos necessitados ajudar

Aos tristes consolar

A vida restaurar

Aos caídos levantar

E aos aflitos salvar.


Por causa da pandemia

Parece que tudo escureceu

Densas nuvens cobriram nossas praças

Fazendo de tudo um silêncio

Um vazio desolador.


Que paralisa a gente

Faz a vida estremecer

Se palpita no ar

Se sente nos gestos

Se diz nos olhares.


Encontramo-nos assustados

Encontramo-nos perdidos

Igual aos discípulos na tempestade

Demo-nos conta que estamos no mesmo barco

Todos frágeis e desorientados.


O Senhor nos convida

A uma nova travessia

A crê num novo dia

Em Jesus confiar

E estender a mão para que Ele venha nos salvar.


Não permitindo nosso barco afundar

Pela pandemia do medo

Nem da dor que castiga

Tantas vidas perdidas

Tantas percas incalculáveis.


No meio do isolamento

Que estamos sofrendo

Por falta de afetos e encontros

Possamos como Pedro a Jesus suplicar

Senhor vem nos salvar.


E possamos a vida retomar

Com mais hospitalidade

Com mais fraternidade

Com mais solidariedade

"Não se pode gerar vida sem dar a própria vida".


Somos chamados ao Senhor abraçar

A tempesdade enfrentar

A esperança recuperar

A fé revigorar

E do medo se libertar.


Os discípulos é a Igreja em saída

Enfrentando as adversidades da missão

Saindo do comodismo para a ação

Jesus não quer que seus discípulos

Cedam a tentação.


O barco é a comunidade cristã

A noite representa as trevas, a escuridão

A insegurança e a confusão

As ondas a hostilidade deste mundo

Que bate contra o barco da Missão.


Os ventos contrários

São as resistências

Ao projeto de salvação

Os discípulos sentem-se perdidos

Incapazes de enfrentar a tempestade da opressão.


É neste momento

Que Jesus se apresenta

Trazendo transformação

Para sustentar a evangelização

Revigorando a fé para a árdua missão.


+ Fontinele

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo